Sala de imprensa Artigos

Ver artigos   

Junho/2015 - Toni Sando

Na mira dos eventos internacionais

São Paulo foi a cidade brasileira que mais recebeu eventos internacionais em 2014, de acordo com a ICCA (International Congress & Convention Association), entidade internacional responsável pela administração do maior banco de dados de eventos ao redor do mundo. A metrópole passa a ocupar a 34ª posição mundial, com 66 eventos, se posicionando à frente de destinos tradicionais, como Toronto, Vancouver, Milão e Dubai. O resultado paulistano contribuiu para a 10ª colocação do Brasil, com 291 grandes encontros mundiais, sendo 22,68% realizados em São Paulo.

Apesar da perda de posição na classificação do ranking no País, não podemos perder o foco regional. O mercado está cada vez mais competitivo, por isso, precisamos melhorar cada vez mais a nossa infraestrutura para realizar eventos de perfil ICCA (associativos, internacionais, rotativos, com periodicidade definida e mínimo de 50 participantes), e na organização de informações por parte de CVBx e órgãos públicos de turismo. São Paulo tem vocação para realizar eventos internacionais associativos, de extrema importância no mundo técnico-científico e responsáveis por trazer novidades, estudos e pesquisas nas diversas áreas do conhecimento.

2014 foi um ano ímpar, com diversos desafios para uma cidade em que o segmento MICE é fundamental e o turismo de negócios e eventos corresponde a 70% de todos os visitantes. Copa do Mundo, carnaval em março, eleições presidenciais, câmbio em alta, inflação no teto e PIB próximo ao zero. Mesmo com um cenário nacional desfavorável, o turismo em São Paulo fez bonito: foram 15 milhões de visitantes, sendo um terço somente em junho e julho. O mundial de futebol ocasionou o adiamento de diversos eventos, mas, ainda assim, a taxa de ocupação dos hotéis se manteve estável e sem o risco de uma super-oferta pós-Copa, ocasionada, em outros destinos, por conta de novos empreendimentos, uma vez que já possuía o maior parque hoteleiro do país.

Mesmo em um ano atípico, o trabalho focado e profissional, com uma metodologia de pesquisa em constante evolução por parte dos CVBx, São Paulo recebe esse destaque tanto no país quanto no continente, sendo a terceira cidade das Américas a receber mais eventos internacionais. Em 2003, São Paulo ocupava a 98ª posição no ranking da ICCA, com apenas 7 eventos cadastrados. A independência de um CVB se torna ainda mais relevante neste momento.

2015 também é um ano fora da curva. São ajustes e reajustes que impactam todos os setores, mas que, ainda assim, traz uma série de oportunidades e prepara terreno para um 2016 mais promissor para a capital latino-americana do turismo de negócios e eventos.


  • Toni Sando

    Toni Sando

    Presidente Executivo do São Paulo Convention & Visitors Bureau

*Presidente Executivo do São Paulo Convention & Visitors Bureau, Toni Sando tem em seu currículo graduação em Administração de Empresas pela Universidade São Judas Tadeu (USJT), cursou pós-graduação em marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), e tem MBA em gestão empresarial pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Seu histórico profissional inclui destacadas atuações nas áreas de operações, marketing, produtos e negócios no mercado financeiro (bancos Noroeste, Nacional e Unibanco). Durante sete anos dedicou-se à área de marketing da Accor Hotels na América do Sul.

Busca Agenda

+ busca avançada Buscar   
  Relatório 2016
  ÍNDICE DE PREÇOS - TRIVAGO
Personal Guides

Vídeos

7388755

Podcast com todos os eventos acontecendo semanalmente

  SPCVB 33 anos

Twitter